O alongamento é prejudicial ou não ao desempenho?

A colunista Gretchen Reynolds do New York Times escreve em seu blo um curioso artigo sobre a importância de se alongar ou não antes do exercícios. Cientista croatas concluíram que se alongar antes de um exercício de explosão pode ser prejudicial ao desempenho. Confira o artigo completo abaixo:

“A maioria de nós cresceu ouvindo que deve se aquecer antes de uma atividade física. E que ficaríamos muito mais solto, forte e com menos riscos de lesõe se fizermos antes do exercício um alongamento estático como tocar com as mãos nos dedos dos pés por 30 segundos ou mais .

Mas qualquer um que acompanha a ciência fitness – ou esta coluna – sabe que nos últimos anos uma variedade de experimentos têm minado esta ideia sobre o alongamento. Inclusive, pesquisadores já descobriram que o alongamento pode diminuir o desempenho de um velocista, sem reduzir substancialmente as chances das pessoas de se machucar.

Agora, dois novos estudos estão nos dando razões adicionais para não se esticar.

Um deles, um estudo que está sendo publicado este mês no jornal especializado, concluiu que, se você esticar antes de levantar pesos, você pode sentir o músculo mais cansado do que o esperado durante o treino. Essas constatações samadas a novo estudo na Croácia aumentam consenso crescente de que o exercício de pré-estiramento é geralmente desnecessário e, provavelmente, contraproducente.

Muitas questões relacionadas ao exercício e alongamento permaneceram sem solução. Em particular, não está claro até que ponto, precisamente, treinamentos subseqüentes são alteradas quando você esticar antemão, bem como se todos os tipos de atividade física são igualmente afetados.
No mais amplo desses novos estudos, pesquisadores da Universidade de Zagreb (Croácia) fizeram centenas de experiências anteriores nas quais os voluntários se estendiam e depois pulavam, mergulhavam, corriam, levantavam para testarem suas forças musculares testadas. O objetivo era concluir os benefícios dos alongamentos, sem um pré-aquecimento dos músculos.

Para ter um resultado mais completo, os cientistas croatas juntaram os dados de sua pesquisa com os de mais 104 estudos que usaram critério bem parecido. E, em seguida, utilizaram cálculos sofisticados para determinar o quanto cada alongamento limitou os movimentos. Os cientistas acabaram com 104 estudos anteriores que atendiam aos seus critérios.
Os números, especialmente para atletas competitivos, são preocupantes. De acordo com seus cálculos, o alongamento estático reduz a força nos músculos alongados por quase 5,5%, com o crescente impacto em pessoas que se alongaram por 90 segundos ou mais. Embora o efeito seja um pouco reduzido quando estiramentos das pessoas duram menos de 45 segundos.

Eles também são menos poderosos, com poder de ser uma medida da capacidade do músculo de produzir força durante as contrações, de acordo com Goran Markovic, professor de cinesiologia da Universidade de Zagreb e um dos responsáveis pelo estudo. De uma maneira geral, eles concluíram que a força muscular geralmente cai em cerca de 2% após o alongamento.

E descobriram que a explosão muscular explosiva também cai significativamente, em até 2,8%. O que significa que o desempenho de quem se alonga e faz aquecimento tende a ser pior do que o daquele atleta que só se aqueceu.

Um outro estudo chegou a conclusões parecidas. Os entrevistados fizeram um agachamento padrão com barras de alongamentos. E perderam a capacidade de controlar o peso em 8,3%s após o alongamento estático. Além disso, eles também relataram que se sentiram menos estáveis e mais desequilibrado após o alongamento.
O exato motivo pelo qual o alongamento prejudica o desempenho não é totalmente compreendido, embora os pesquisadores suspeitem que o problema é, em parte, que o alongamento faz exatamente o que esperamos que ele faça. Ela relaxa os músculos e tendões de acompanhamento. Mas, no processo, torna-os menos capazes de armazenar energia e entrar em ação.

É claro que esses resultados se aplicam principalmente em corredores que exigem força e poder explosivo,muito mais do que resistência. Mas algumas pesquisas falam bem do desempenho após o alongamento estático em distância de corrida e ciclismo, Dr. Markovic disse.

Mais fundamentalmente, os resultados ressaltam a importância de não se preparar para o exercício de alongamento, disse ele. “Agora podemos dizer com certeza que o alongamento estático por si só não é recomendado como uma forma adequada de aquecimento”, disse ele. “O aquecimento deve melhorar o desempenho e não piorá-lo”, ressaltou Markovic.

A melhor escolha, ele continuou, é se aquecer de forma dinâmica, movendo os músculos que serão utilizadoss em seu treino. Polichinelos, por exemplo, prepararam os músculos para o exercício adicional melhor do que o alongamento, além de ser mais divertido.”

Fonte: oglobo.com.br/esportes/pulso

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: